Em evento realizado no dia 26 de julho de 2019, pesquisadores do Núcleo de P&D para Excelência e Transformação da Administração Pública (NExT) da Universidade de Brasília (UnB), apresentaram resultados que permitirão redução de até 91% de perdas nos contratos de energia elétrica na Administração Pública Federal.

Esses resultados fazem parte do projeto de Eficiência do Gasto Público realizado pelo NExT/UnB junto a Secretaria de Gestão e Desburocratização do Ministério da Economia. Nessa etapa do projeto, foram analisados contratos de energia elétrica de 5 órgãos, contemplando Ministério da Saúde, Ministério das Relações Exteriores, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e Banco Central do Brasil.

De acordo com os estudos realizados nesses órgãos, a redução de perda com os contratos de energia elétrica pode chegar até a 91% dos valores praticados nos últimos 3 anos. A perda nos contratos ocorre quando a demanda contratada pelo órgão é muito superior ou inferior ao seu perfil do consumo. A partir dos resultados desse trabalho, os órgãos obtiveram uma proposta de demanda otimizada que permitirá reduzir essas perdas.

(da esquerda para a direita) Pesquisadora Júnior Gisela; Pesquisador e Professor Dr. Breno Adaid; Pesquisadora Júnior Bárbara Paz; e  Professor Dr. Paulo Bermejo.

Além dos aspectos de economicidade, esse trabalho também contribui para os órgãos atenderem melhor ao que dispõe o Decreto de Lei no. nº 8.540, de 9 de outubro de 2015, que estabelece que os órgãos da APF devem manter controle permanente da sua demanda contratada e do seu consumo visando proceder a sua readequação, quando necessária.

A próxima etapa do projeto, permitirá analisar mais de 500 contratos de órgãos estabelecidos nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro, além do Distrito Federal.